Última hora
This content is not available in your region

50 milhões de americanos vacinados desde a chegada de Joe Biden

De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
50 milhões de americanos vacinados desde a chegada de Joe Biden
Direitos de autor  Seth Wenig/AP
Tamanho do texto Aa Aa

"O pior que podemos fazer agora é baixar as defesas." São palavras de Joe Biden para assinalar as 50 milhões de vacinas administradas nos Estados Unidos desde a sua chegada à Casa Branca. O Presidente norte-americano não facilita na luta contra a covid-19 e mantém a promessa de vacinar 100 milhões de pessoas nos primeiros cem dias de mandato:

"Estamos a caminhar na direção certa, apesar da confusão herdada da administração anterior, que não nos deixou nenhum plano real para vacinar os americanos. Cada vez que administrarmos mais 50 milhões de doses, vou aproveitar para informar as pessoas do nosso programa de vacinação e da nossa luta contra esta pandemia. Vou contar-vos tudo, seja bom ou mau."

Apesar dos esforços de Biden, uma sondagem recente revela que um terço dos americanos não tem intenção de se vacinar.

Para inverter a tendência, foi lançada esta quinta-feira uma campanha de incentivo à vacinação, no dia em que as autoridades de saúde norte-americanas informaram que a vacina da Pfizer poderá ser armazenada em congeladores convencionais e não necessita de temperaturas abaixo dos -60ºC.