Última hora
euronews_icons_loading
Protesto contra vaga de femícidios na Venezuela

"Justiça!" pediram cerca de 300 pessoas que protestaram sábado em Portuguesa, o estado agrícola da Venezuela abalado pelo assassinato de três mulheres em menos de uma semana.

"Temos medo", disse à AFP Ariadna Gonzalez, uma estudante de psicologia de 22 anos, resumindo os seus sentimentos sobre a sucessão de femicídios, que começou no domingo passado, 21 de Fevereiro, com o assassinato de Eliannys Martinez, de 17 anos.

Eduarlis Falcón, 20 anos, foi morta depois de sair de casa na segunda-feira para ir ao ginásio.

O terceiro femicídio foi o de Carmine Sosa, 33 anos, às mãos do ex-companheiro.