Última hora
This content is not available in your region

Alemanha exige testes PCR a trabalhadores transfronteiriços franceses

euronews_icons_loading
Alemanha exige testes PCR a trabalhadores transfronteiriços franceses
Direitos de autor  Angelika Warmuth/(c) Copyright 2021, dpa via Associated Press
Tamanho do texto Aa Aa

A partir desta terça-feira há regras mais apertadas para quem quiser entrar na Alemanha a partir do departamento francês de Moselle. Berlim classificou o departamento como uma "zona de forte circulação" das variantes sul-africana e brasileira da Covid-19.

Os trabalhadores transfronteiriços têm agora de apresentar um teste de 48 em 48 horas. "Na nossa empresa ninguém concorda. O que queremos é trabalhar, queremos viver normalmente. Na empresa, respeitamos 100% as instruções de segurança. Não há muita contaminação no nosso local de trabalho", diz Christian Vilimek, que vive em França, mas trabalha na Alemanha.

Christian é uma das cerca de 16 mil pessoas que residem no departamento francês de Moselle, mas trabalham do outro lado da fronteira, na Alemanha.

As outras pessoas que queiram atravessar a fronteira também vão ter de apresentar um teste negativo e de preencher uma declaração eletrónica de entrada em território alemão.