Última hora
This content is not available in your region

Jornalista da Guiné-Bissau vítima de rapto e agressão

euronews_icons_loading
António Aly Silva
António Aly Silva   -   Direitos de autor  LUSA
Tamanho do texto Aa Aa

Cortaram a língua ao jornalista guineense António Aly Silva mas, assegurou, vai continuar a trabalhar.

Aly Silva acusou elementos do poder na Guiné-Bissau de estarem na origem do rapto e da agressão que foi vítima na terça-feira à noite.

"Tenho dores por todo o corpo, não dormi à noite. A cabeça está toda ferida, o maxilar, não consigo comer, só bebi leite. Cortaram-me a língua, pelo menos não cortaram toda mas há uma parte que levanta.

O jornalista é apoiante de Domingos Simões Pereira, candidato derrotado nas presidenciais de 2019. O autor do blog "Ditadura de Consenso" acusa a comunidade internacional de pactuar com um golpe de Estado na Guiné-Bissau.