EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Surto de covid-19 agrava-se no Brasil

Surto de covid-19 agrava-se no Brasil
Direitos de autor AP Photo/Andre Penner
Direitos de autor AP Photo/Andre Penner
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

País ultrapassa as duas mil mortes diárias pelo terceiro dia consecutivo e teme-se que possa ser atingida a barreira dos três mil óbitos por dia

PUBLICIDADE

O Brasil ultrapassou as duas mil mortes diárias associadas à covid-19 pelo terceiro dia consecutivo e as autoridades temem que a fasquia das três mil mortes possa ser atingida nas próximas semanas. De acordo com os números fornecidos pelo ministério da Saúde brasileiro, nas últimas 24 horas perderam a vida 2 216 pessoas no país.

O total de óbitos desde o início da pandemia é já superior a 275 mil, só os Estados Unidos estão pior, e os números irão continuar a aumentar. Os novos casos diários são cada vez mais e ultrapassaram os 85 mil no espaço de 24 horas.

O governo de Jair Bolsonaro garante que tem feito tudo ao seu alcance, e até anunciou a compra de dez milhões de doses da vacina russa Sputnik V, que ainda não foi aprovada para uso no país, mas os esforços não convencem a Organização Mundial da Saúde.

De acordo com o diretor-geral, Tedros Adhanom Ghebreyesus, "devem ser tomadas medidas sérias" no Brasil e "devem ser enviadas mensagens claras das autoridades acerca da situação atual e das medidas que devem ser tomadas e impostas com a cooperação do sistema de saúde e da população."

Nos Estados Unidos, Joe Biden reuniu virtualmente com os líderes de Índia, Japão e Austrália e anunciou um plano para ajudar Nova Deli a produzir mil milhões de vacinas, para serem usadas no sudeste asiático até 2022. O Presidente norte-americano nunca mencionou o nome da China mas esta medida é vista como uma tentativa para travar a crescente influência de Pequim.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nicolas Maduro oferece petróleo em troca de vacinas

Novo ministro da Saúde "recebido" com recorde diário de mortes

Brasil não consegue travar mortes por Covid-19