Última hora
This content is not available in your region

Confinamento relâmpago na Venezuela

euronews_icons_loading
Agente da polícia com arma apontada entra num corredor de uma favela em Los Teques
Agente da polícia com arma apontada entra num corredor de uma favela em Los Teques   -   Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Armada até aos dentes, a polícia venezuelana está a realizar ações de sensibilização para o uso da máscara, nas labirínticas ruas das perigosas favelas dos arredores de Caracas, capital de um país com elevados índices de criminalidade.

O objetivo é tentar combater a cadeia de contágios da segunda onda de Covid-19 que está causar alarme no país. "Temos uma mutação do vírus, pelo menos aqui na Venezuelana é a variante brasileira e queremos evitar um contágio massivo nos cidadãos", diz Carlos Andradre, Secretário da Segurança de Guaicapuro.

Ate domingo o comércio encerrava às 16h e o recolher obrigatório começava à 18h. Mas o presidente Nicolas Maduro anunciou um confinamento com efeitos imediatos, apenas comércio e serviços essenciais vão estar a funcionar até ao final da Páscoa.

"Este ano, a semana da Santa vai ser novamente numa quarentena radical, por isso vamos ter 14 dias, duas semanas de uma quarentena radical", anunciou o Presidente.