Última hora
This content is not available in your region

ONU quer água potável para todos até 2030

euronews_icons_loading
ONU quer água potável para todos até 2030
Direitos de autor  Khin Maung Win/AP
Tamanho do texto Aa Aa

22 de março, Dia Mundial da Água celebrado com um novo desafio. As Nações Unidas querem que os recursos hídricos sejam valorizados numa perspectiva individual. Dois mil e duzentos milhões de pessoas têm em permanência dificuldade de acesso a água potável. Um número que quase duplica nas estações secas.

Para Max Weiss, diretor para a Europa da organização ambiental CDP, "a segurança da água é uma das maiores questões globais do nosso tempo".

"É uma preocupação humana, ambiental e económica. De facto, a escassez de água está hoje a afectar quase três mil milhões de pessoas e a quantidade de água potável por pessoa diminuiu em cerca de um quinto em duas décadas," afirma o ambientalista.

O uso global de água potável aumentou seis vezes nos últimos cem anos. Quase 70 por cento é consumido pela agricultura e pecuária. A escassez de água está entre os maiores riscos socio-económicos mundiais. O Papa aproveitou este dia para lembrar que a água não é uma mercadoria.

"Para nós crentes, a 'água irmã' não é um bem comercial, é um símbolo universal, uma fonte de vida e de saúde. Demasiados irmãos - muitos irmãos e irmãs - têm acesso apenas a um pouco de água que possivelmente está contaminada," declarou o Papa Francisco.

O Dia Mundial da Água celebra-se desde 1993. A ONU propõe o ambicioso objetivo de garantir acesso a água potável em todo o mundo até ao final desta década. Isto num altura em que se sabe que, se nada for feito, a procura de água deve crescer 50% até 2040.