EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Aprender línguas e combater a solidão

Aprender línguas e combater a solidão
Direitos de autor Share Ami-Oldyssey
Direitos de autor Share Ami-Oldyssey
De  Tadhg Enright
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na origem do programa “Share Ami”está a inclusão das pessoas idosas na sociedade

PUBLICIDADE

Durante o confinamento aprender línguas pode ser mais de que uma conversa virtual com uma pessoa de outro país

O programa “Share Ami” foi criado para resolver dois problemas: as restrições de viagens que impedem o intercâmbio cultural e a solidão.

Isabel Cartwright e Amy Barret são estudantes de línguas do Reino Unido. Estão a aprender francês com colegas mais velhas. Antes da pandemia, falavam com estudantes estrangeiros na universidade. Mas esta é uma forma diferente de aprender línguas.

Kelly Mayjonade-Christy, professora de Estudos Franceses da Universidade de Warwick, destaca a possibilidade de alunos mais novos poderem falar com pessoas de uma geração mais antiga sobre temas que não falam nas aulas ou em seminários.

Na origem do programa “Share Ami”está a inclusão das pessoas idosas na sociedade.

Clement Boxebald, fundador do projeto, explica que o importante é ajudar os mais velhos a sentirem-se úteis mesmo quando se sentem mais frágeis. Não os considerar apenas como pessoas que precisam de assistência, mas também como pessoas que podem ajudar outras gerações.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

'Poder da Linguagem': 5 maneiras diferentes como os cérebros multilingues funcionam

Pandemia fez aumentar violência sobre idosos

Trabalho humanitário nos lares de idosos de França