Última hora
This content is not available in your region

Síndrome da Covid persistente

De  euronews
euronews_icons_loading
Síndrome da Covid persistente
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que uma em cada 10 pessoas que contraiu COVID-19 ainda sofrem de problemas de saúde persistentes, 12 semanas após o teste ter sido positivo. Chama-se a isto síndrome pós-COVID-19 ou "COVID persistente". As crianças são igualmente expostas a ela. O Gabinete de Estatística Nacional do Reino Unido estima que cerca de 13%-15% das crianças infetadas são afetadas.

Falámos com médicos da primeira unidade dedicada às crianças que sofrem de COVID persistente em Espanha (uma iniciativa conjunta do Hospital Germans Trias i Pujol e do Instituto Guttmann em Badalona, que confirmaram esta tendência. Muitas das 60 crianças que aqui são tratadas lutam para seguir lições escolares normalmente devido a fadiga mental e física. Entrevistamos uma das suas pacientes, Georgina, de 15 anos, com sintomas persistentes desde outubro de 2020. Ainda não está claro se a COVID pode tornar-se numa doença crónica.

A reportagem de é de Laura Ruiz Trullols.