Última hora
This content is not available in your region

Responsável da EMA diz que vacina da Astrazeneca provoca coágulos sanguíneos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Vacina da AstraZeneca
Vacina da AstraZeneca   -   Direitos de autor  Alberto Pezzali/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Há uma relação direta entre a vacina da Astrazeneca e os trombos raros que têm surgido em pessoas já vacinadas.

A confirmação surge numa altura em que a Europa acelera a vacinação.

A informação foi divulgada pelo responsável pela estratégia de Vacinação da Agência Europeia do Medicamento (EMA).

Marco Cavaleri disse, numa entrevista ao jornal italiano "Il Messaggero": "Na minha opinião podemos dizer que está claro que há uma relação dos trombos com a vacina, o que é que causa esta reação, ainda não sabemos".

A confirmação surge numa altura em que a Europa acelera a vacinação.

Ainda há uma semana, a EMA dizia não estar provada a relação de causa e efeito entre os coágulos e a vacina, sublinhando que os benefícios da vacina na luta contra a Covid-19 superam os riscos.

A Europa já administrou mais de dez milhões desta vacina; o Reino Unido cerca de 19 milhões.

A vacina da Astrazeneca já foi autorizada em cerca de 70 países.

Por precaução, vários países suspenderam, em março a administração da vacina abaixo de uma certa idade, como França, Alemanha, Países Baixos e Canadá. A Noruega e a Dinamarca suspenderam totalmente o seu uso.

Portugal chegou a suspender mas já retomou a inoculação. A vacina está agora disponível para todas as faixas etárias - incluindo maiores de 65 anos. Os professores estão a ser vacinados com a vacina da Astrazeneca e Universidade de Oxford.