Geada ameaça agricultores franceses

Geada ameaça agricultores franceses
Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em 2017, a geada de abril provocou forte queda na produção e deixou muitas vinhas perto da bancarrota

PUBLICIDADE

Depois de uma semana de calor, a geada regressou a França.

O frio desta semana atingiu as vinhas do país e está a ameaçar as colheitas em várias regiões como Champagne e Borgonha.

Jean de Saint Venant é produtor de vinho. Ao amanhecer, nas suas vinhas em Indre-et-Loire (no centro do país ), queima feno e palha para contrariar as consequências da queda repentina das temperaturas que atingiram os cinco graus negativos. “O objetivo foi queimar fardos de feno ou palha para poder criar uma espécie de cortina de fumo, para que no momento do nascer do sol exista um pouco de protecção como um par de óculos de sol sobre os rebentos, para que possam descongelar o mais lentamente possível”, explica.

Perto de Estrasburgo, Daniel e Nathalie Dettling usam velas e aquecedores para limitar os danos causados pelo frio. “Não vamos conseguir salvar tudo, alguns frutos são mais sensíveis do que outros. Neste momento é urgente salvar pêssegos e damascos”, conta Daniel.

Os agricultores franceses lembram o que aconteceu em 2017. Nesse ano, a geada de abril levou a uma vindima que foi 16 % inferior à média anual em França e deixou muitas vinhas perto da bancarrota.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vinho novo inglês: há uma primeira vez para tudo e um culpado!

Espanhóis apostam no vinho biológico e biodinâmico

Jornalistas têm acesso raro a submarino nuclear francês da classe Rubis