Última hora
This content is not available in your region

Moscovo recomenda regresso do embaixador dos EUA a Washington

euronews_icons_loading
Moscovo recomenda regresso do embaixador dos EUA a Washington
Direitos de autor  Yuri Kochetkov/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia vai expulsar 10 diplomatas norte-americanos em Moscovo como retaliação à medida tomada na quinta-feira pelos Estados Unidos. O anúncio foi feito pelo chefe da diplomacia russa. Serguei Lavrov recomendou o regresso imediato a Washington do embaixador na capital russa, John Sullivan.

Na mesma conferência de imprensa, Lavrov acrescentou também que Moscovo vai adicionar outros oito funcionários norte-americanos à lista de sanções e que irá restringir e impedir as atividades de organizações não-governamentais dos Estados Unidos no país para evitar interferências na política da Rússia.

O chefe da diplomacia de Moscovo sublinhou também que, embora a Rússia tenha a possibilidade de tomar “medidas dolorosas” contra os negócios norte-americanos na Rússia, tal não acontecerá para já.

Recorde-se que a administração Biden anunciou novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a Moscovo.

De qualquer forma, o presidente dos Estados Unidos já garantiu que quer retomar o diálogo com o presidente Putin.