EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Moscovo expulsa 20 funcionários da embaixada checa

Moscovo expulsa 20 funcionários da embaixada checa
Direitos de autor Petr David Josek/Copyright 2018 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Petr David Josek/Copyright 2018 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Moscovo expulsou 20 funcionários da embaixada checa em resposta à expulsão de 18 diplomatas russos. A tensão entre os dois países está em escalada

PUBLICIDADE

Escalada na tensão entre a Chéquia e a Rússia. Moscovo respondeu com a expulsão de 20 funcionários da embaixada checa à expulsão de 18 diplomatas russos de Praga.

O primeiro-ministro, Andrej Babis, justificou a decisão com o que designou como "provas inequívocas" que apontam para o envolvimento de agentes militares russos numa gigantesca explosão num depósito de munições ocorrida em Vrbetice, no leste do país, em outubro de 2014.

A explosão provocou a morte de duas pessoas e foi, na altura, considerada um acidente. Um mês e meio depois, no início de dezembro, ocorreu uma segunda explosão.

A polícia checa identificou dois suspeitos - Alexander Mishkin e Anatoly Chepigov - ambos acusados de envolvimento nos envenenamentos de Salisbury, em Ingaterra, em 2018.

A Chéquia vai informar os aliados da NATO e da União Europeia sobre estas suspeitas. O assunto é abordado na reunião desta quinta-feira dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, considerou a decisão "sem precedentes" e um "ato hostil".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente checo impedido de exercer funções por problemas de saúde

Milhares de pessoas acusam Presidente Zeman de proteger o Kremlin

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"