Última hora
This content is not available in your region

Atentado terrorista em França sob investigação

euronews_icons_loading
Atentado terrorista em França sob investigação
Direitos de autor  Michel Euler/Associated Press
Tamanho do texto Aa Aa

Atentado terrorista - as autoridades francesas mantêm a classificação do ataque que provocou a morte a uma agente policial na esquadra de Rambouillet, uma localidade a 40 quilómetros de Paris. O atentado, com arma branca, ocorreu na sexta-feira. Há agora mais informação sobre o atacante, um tunisino de 36 anos, abatido no local.

"Se a radicalização do agressor parece pouco contestável, a presença de certas perturbações da personalidade também foi observada. A este respeito, o pai declarou que o filho tinha adoptado uma prática rigorosa do Islão. Por outro lado, também mencionou várias perturbações comportamentais detetadas desde o início do ano," revelou Jean-François Ricard, o procurador anti-terrorismo.

Sabe-se que o atacante teve 2 consultas psiquiátricas em Fevereiro, sem recomendação de hospitalização.

Jamel Gorchene ter-se-á radicalizado no final do ano passado. Em vários textos publicados nas redes sociais defende a violência contra aqueles que ofendam Maomé. Os serviços de informação não tinham qualquer alerta sobre o seu comportamento. Aliás, de acordo com a informação disponível, Jamel era um desconhecido para as autoridades francesas.

5 pessoas foram detidas para averiguação. São familiares e amigos próximos de Jamel.

Esta é o décimo sétimo ato terrorrista em nome do Islão contra as forças da ordem, em França, desde 2014. Atentados que provocaram a morte a nove agentes policiais ou militares.