Burkina Faso confirma assassinato de três jornalistas europeus

Burkina Faso confirma assassinato de três jornalistas europeus
Direitos de autor RSF / Twitter
Direitos de autor RSF / Twitter
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Repórteres tinham nacionalidade espanhola e irlandesa. Tinham sido sequestrados na sequência de um ataque. Uma pessoa continua desaparecida

PUBLICIDADE

As forças de segurança do Burkina Faso confirmaram a morte de três jornalistas, dois espanhóis e um irlandês, no rescaldo de um ataque de um grupo armado, seguido de sequestro, registado esta segunda-feira o leste do país.

No terreno, prosseguem as buscas para encontrar uma outra pessoa desaparecida, natural do país.

O chefe do executivo espanhol, Pedro Sánchez, confirmou, no Twitter, a morte de David Beriain e de Roberto Fraile, deu as condolências às famílias e mostrou "gratidão a todos os que praticam diariamente jornalismo corajoso e essencial desde zonas de conflito."

De acordo com as forças de segurança do Burkina Faso, os três jornalistas eram "formadores de outros jornalistas que trabalhavam para uma organização não-governamental de proteção do ambiente."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tumultos no Burkina Faso

Ataque terrorista de Moscovo: tribunal rejeita recurso de um dos suspeitos

Polícia trata esfaqueamento de Sydney como "ato terrorista"