Última hora
This content is not available in your region

Jerusalém volta a celebrar Páscoa ortodoxa em clima de normalidade

De  Euronews
euronews_icons_loading
Jerusalém volta a celebrar Páscoa ortodoxa em clima de normalidade
Direitos de autor  Ivan Sekretarev/Copyright 2017 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A cerimónia do Fogo Sagrado, na Igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém, contrastou fortemente com as celebrações da Páscoa Ortodoxa há um ano. Os cristãos ortodoxos puderam novamente acudir às centenas, contrariamente à pequena celebração restrita imposta em 2020 pela pandemia de coronavírus.

A campanha de vacinação maciça em Israel e consequente levantamento das restrições permitiu um regresso aos festejos religiosos num ambiente de normalidade, apesar da ausência dos milhares de peregrinos estrangeiros que habitualmente se deslocam a Jerusalém para as celebrações.

Em Moscovo, fiéis russos cumpriram a tradição da Páscoa ortodoxa, que se celebra mais tarde do que a dos católicos, levando bolos e ovos às igrejas da capital para receber a bênção dos sacerdotes.

Contrariamente a Israel, a situação pandémica na Rússia está ainda longe de controlada e as celebrações decorrem rodeadas de restrições.

Em 2021, a Páscoa ortodoxa tem lugar um mês mais tarde do que a católica.