EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Partido Popular vence eleições regionais em Madrid

Partido Popular vence eleições regionais em Madrid
Direitos de autor Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O PP venceu as eleições em Madrid, com mais votos do que toda a esquerda, mas sem maioria absoluta, num escrutínio com uma participação acima de 76%

PUBLICIDADE

Isabel Díaz Ayuso levou o Partido Popular (PP) a uma vitória retumbante na comunidade de Madrid. O PP alcançou 65 deputados no parlamento regional e duplica os resultados de há dois anos.

A contestação às medidas de confinamento decretadas pelo governo central para combater a pandemia foi o principal trunfo de Ayuso. Na festa da vitória, um jovem apoiante afirma:

"Penso que precisamos de aproveitar a vida e não de nos fecharmos em casa como os socialistas querem que façamos. Portanto, o PP precisava de ganhar. Viva Ayuso".

A candidata conservadora promete: "Prometemos mais dois anos de liberdade de governação, baixando os impostos, protegendo a educação pública, privada e especial. Para cuidar do nosso sistema de saúde e para cuidar de todas as grandes coisas que construímos juntos".

Este resultado é cartão vermelho ao governo central e ao PSOE do primeiro-ministro, Pedro Sanchez.

O PP alcançou sozinho mais votos e mais deputados (65) do que toda a esquerda reunida (58), mas sem maioria absoluta, pelo que precisará do Vox, que promete abster-se em apoio à governação de Ayuso até 2023.

O avanço da extrema-direita parece ter sido contido em Madrid, com o Vox a alcançar apenas mais um deputado do que há dois anos (13), mas a garantir uma posição charneira. A candidata Rocío Monasterio já declarou que o partido "será preciso para tudo", na capital espanhola.

Para além do primeiro-ministro, Pedro Sanchez, que viu o partido socialista ser relegado para a terceira posição, em Madrid com apenas 24 deputados, o grande derrotado é Pablo Iglesias, o fundador do " Unidas Podemos" que apostou tudo nesta eleição e já anunciou que abandona a política. O movimento fundado há sete anos, não conseguiu mais do que 10 deputados na assembleia regional, mais três do que em 2019.

Esta eleição ditou o desaparecimento do Ciudadanos do parlamento madrileno. O partido perdeu os 26 deputados alcançados em 2019 e mais de meio milhão de votos, não indo além de 3,5%.

Este ato eleitoral fica ainda marcado por uma taxa de participação histórica, acima de 76%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Partido Popular espanhol vence eleições na Galiza com maioria absoluta

Turismo de massas em Espanha: as Ilhas Baleares estão a afogar-se?

A mais rápida corrida de de touros de San Fermin 2024