Última hora
This content is not available in your region

O caminho de Gaza até à NASA

De  Bruno Sousa  & Mariam Chehab
euronews_icons_loading
O caminho de Gaza até à NASA
Direitos de autor  Cleared
Tamanho do texto Aa Aa

A missão a Marte representou uma proeza assinalável em termos de engenharia e um dos pontos altos foi o voo de um helicóptero no planeta vermelho.

Um dos rostos por trás do projeto é o do palestiniano Loay Elbasyouni, que deixou o martirizado território onde nasceu com o sonho de mudar o mundo e agora partilhou pela Euronews a história que o levou de Gaza à NASA.

"A maior felicidade foi quando realizámos o primeiro voo. Fiquei feliz e orgulhoso por pertencer a esta equipa. O meu sonho, desde que deixei Gaza em criança, sempre foi começar uma empresa capaz de mudar o mundo. Essa missão está em curso, por isso não vejo este ponto como o momento em que alcancei os meus objetivos. É apenas mais um passo na minha carreira", afirmou Loay Elbasyouni.

O passo que o fez sair de casa para não mais voltar aconteceu em 1998. Agora faz parte de um dos projetos mais importantes para a Humanidade mas nem tudo foram rosas até chegar aqui.

"Na minha chegada aos EUA passei muitas dificuldades. A situação em Gaza estava cada vez pior e tinha de trabalhar bastante, 90 a 100 horas por semana a entregar pizzas ou a trabalhar em restaurantes, para poder pagar as propinas e todas as despesas de educação, do mestrado em engenharia elétrica. A partir daí, construí a minha carreira em torno dos veículos elétricos, depois dos aviões elétricos e foi isso que me trouxe ao projeto do helicóptero de Marte", contou o engenheiro palestiniano.

Apesar da vontade de regressar a casa e visitar a família, Loay Elbasyouni não acredita que isso aconteça nos próximos tempos.

O engenheiro palestiniano argumenta que, como nunca se sabe quando as fronteiras vão estar abertas, tem medo de ficar retido no território, sem possibilidade de voltar aos Estados Unidos.