Última hora
This content is not available in your region

Mais de 50 mortos no ataque à escola feminina de Cabul

euronews_icons_loading
Mais de 50 mortos no ataque à escola feminina de Cabul
Direitos de autor  Rahmat Gul/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Uma carnificina numa escola secundária para miúdas na zona oeste de Cabul. Pelo menos 50 mortos e dezenas de feridos, a maioria estudantes, num ataque à bomba. Uma viatura armadilhada explodiu durante a tarde de sábado e quando as estudantes saíam em pânico, outros dois explosivos rebentaram, tornando o ataque ainda mais mortífero, no setor da comunidade xiita, minoritária no país.

O governo afegão apontou o dedo aos talibãs, que rejeitaram de imediato qualquer implicação.

As suspeitas recaem sobre o grupo Estado Islâmico, que vê os xiitas como hereges e já antes levou a cabo ataques contra civis do ramo do Islão.

No ano passado, os Estados Unidos acusaram o Daesh de ter sido responsável por um ataque contra uma maternidade na mesma zona de Cabul que matou recém-nascidos e mulheres grávidas.

Numa altura em que a Nato sai do país, após vinte anos a combater os Talibãs, houve reações de condenação não só da aliança mas também da União Europeia e das Nações Unidas.