Última hora
This content is not available in your region

Itália apela a "solidariedade" para fazer face a fluxo de migrantes

De  Euronews
euronews_icons_loading
Migrantes em Lampedusa
Migrantes em Lampedusa   -   Direitos de autor  Salvatore Cavalli/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Confrontada a um fluxo maciço de migrantes na pequena ilha de Lampedusa, a Itália apela à "solidariedade" dos parceiros europeus para acolher uma parte daqueles que chegam às suas costas.

As autoridades locais de Lampedusa consideram, por seu lado, que Bruxelas está a "lavar as mãos" do problema.

Salvatore Martello, presidente da Câmara de Lampedusa:"Na Europa, não estão interessados nos migrantes económicos, só falam em refugiados. Mas como nas costas italianas, em Itália, 90 por cento dos que chegam são classificados como migrantes económicos, do ponto de vista de Bruxelas o problema nem sequer devia ser tomado em consideração."

Desde o início do ano, chegaram pelo Mediterrâneo às costas italianas perto de 13.000 migrantes, vindos do norte de África, três vezes mais do que no mesmo período em 2020 e dez vezes mais do que em 2019. Só no último fim de semana, chegaram a Lampedusa mais de 2000 migrantes.