Última hora
This content is not available in your region

"Cemitério de navios" angolano vai desaparecer em breve

euronews_icons_loading
Praia de Santiago, Angola
Praia de Santiago, Angola   -   Direitos de autor  AMPE ROGÉRIO/ 2021 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
Tamanho do texto Aa Aa

A este local já chamam o "cemitério de navios" de Angola. Fica na praia de Santiago, a norte de Luanda, a cerca de três quartos de hora da capital. As carcaças começaram a ser abandonadas aqui pelo Porto de Luanda há cerca de 30 anos e formaram uma paisagem que é uma delícia para os fotógrafos amadores e um maná para os sucateiros, que revendem os metais - ferro e bronze.

Já para os pescadores, os navios só trazem poluição e perigo - para as pessoas, para o peixe e para o ganha-pão.

José Sebastião dos Santos, pescador da zona, diz: "Isto prejudica os nossos filhos que tomam banho, os marinheiros. Além disso, os barcos vieram estragar muitas redes, não estamos a conseguir trabalhar devidamente. É um grave problema para nós".

A boa notícia é que foi aberto um concurso público para a remoção de toda esta sucata. Para os caçadores de imagens insólitas, é um quadro ideal que desaparece. Já os pescadores esperam que esta paisagem tenha mesmo os dias contados e faina volte a ser como era.

Editor de vídeo • Ricardo Figueira