Regresso da Bienal de Arquitetura de Veneza

Regresso da Bienal de Arquitetura de Veneza
Direitos de autor ASSOCIATED PRESS/AP2007
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Forte protocolo de segurança e mais de 5 mil bilhetes vendidos.

PUBLICIDADE

"Como vamos viver juntos?" É esta a questão que inspira a Bienal de Arquitetura de Veneza 2021 - que reabriu após uma pausa forçada de um ano, devido à pandemia.

Podemos recomeçar em segurança. Já o fizemos no ano passado com o Festival de Cinema de Veneza, quando parecia impossível, mas foi possível fazê-lo e correu bem. Fazemo-lo este ano acolhendo países de todo o mundo, mostrando que a cultura pode recomeçar em segurança.
Dario Franceschini
Ministro da Cultura de Itália

A questão em torno da Bienal é central, numa altura marcada por uma atenção especial às alterações climáticas e ao surgimento de uma pandemia global. No total, estão presentes 112 participantes vindos de 46 países - muitos de África e da América Latina. 

O projeto “Utopias da Vida Comum” vai representar o Brasil e Portugal vai ser representado através de um projeto criado por um coletivo de arquitetos do Porto que documenta mais de quatro décadas da arquitetura portuguesa, nesta décima sétima Bienal de Veneza. Já foram vendidos mais de 5 mil bilhetes e a exposição abriu com um forte protocolo de segurança até novembro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Emirados Árabes Unidos conquistam Leão de Ouro em Veneza

Croata bate recorde mundial de mergulho em apneia no gelo

Grécia aposta no desenvolvimento da produção de biometano em parceria com Itália