EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Cheias recorde em Manaus

Manaus
Manaus Direitos de autor Edmar Barros/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Edmar Barros/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cota do Rio Negro atinge máximo de 29,98 metros. Subidas extremas do caudal do rio são cada vez mais frequentes

PUBLICIDADE

A água do Rio Negro dá vida a Manaus mas por vezes passa dos limites. Literalmente. O rio atingiu esta terça-feira uma cota de 29,98 metros, um novo máximo desde o início dos registos, em 1902. A frequência das grandes enchentes tem vindo a aumentar (sete das maiores cheias registadas aconteceram desde 2009) e os especialistas não hesitam em responsabilizar o aquecimento global.

A autarquia local construiu mais de nove quilómetros de passarelas para ajudar nas deslocações dos cidadãos. Além de servir a população, a iniciativa ainda permitiu criar novos pontos de atração para os turistas que se encontram na cidade.

O prefeito David Almeida, no entanto, sublinha que o importante é a descida do nível das águas.

As cheias afetam mais de 400 mil pessoas no estado do Amazonas e se no centro histórico da capital, os problemas se ultrapassam facilmente, na maioria dos casos a subida das águas apenas vem colocar a nu as condições de vida pouco dignas e a falta de saneamento básico.

Editor de vídeo • Bruno Sousa

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cheias deixam ruas do Rio de Janeiro intransitáveis

Cheias no Rio de Janeiro fazem pelo menos quatro mortos

Estado de emergência social em Manaus para lidar com migrantes venezuelanos