This content is not available in your region

Ameaça de fome paira sobre a Coreia do Norte

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Reunião magna do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte
Reunião magna do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte   -   Direitos de autor  KCNA via AP

O líder da Coreia do Norte admite que o país pode estar à beira de uma vaga de fome e lançou o alerta para a possível escassez de alimentos. Na abertura da reunião do Comité Central do Partido dos Trabalhadores, Kim Jong Un pediu ao povo para se preparar para restrições alargadas relacionadas com o avanço da COVID-19 no país.

A reunião foi convocada para analisar a ruptura da economia, a braços com pesadas sanções internacionais e agravada pelo encerramento das fronteiras com a China por causa da pandemia.

Sem especificar, a agência oficial de notícias da Coreia do Norte, diz que Kim Jong Un abriu o debate para que sejam apresentadas proposta estratégicas para lidar com a "actual situação internacional".

A Coreia do Norte tem até agora ignorado os apelos dos aliados no sentido de retomar as negociações nucleares. Conversações sobre desarmanento e compromisso de não proliferação de armas nucleares que foram interrompidas há dois anos, após o colapso da ambiciosa cimeira de Kim com o antigo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.