Última hora
This content is not available in your region

Supremo Tribunal francês diz que venda de CBD é legal

De  Rodrigo Barbosa  & AFP
euronews_icons_loading
(imagem de arquivo)
(imagem de arquivo)   -   Direitos de autor  ANGELA WEISS/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Uma vitória para os defensores do CBD em França. A mais alta instância jurídica do país acaba de contrariar a posição do governo, decretando que a venda de produtos com canabidiol é legal, desde que sejam provenientes de outro país europeu.

O Supremo Tribunal seguiu assim as recomendações da justiça europeia, que em novembro tinha rejeitado a proibição do CBD em França, sublinhando que esta molécula não psicotrópica da canábis não pode ser considerada como uma droga ou medicamento.

Nicolas Beaz, cliente numa loja de produtos derivados de CBD:"É algo bastante positivo, porque há finalmente uma abertura de espírito. Eles percebem finalmente que não é necessariamente uma droga, mas sim uma maneira de se cuidar de outra forma, para além dos medicamentos vindos da indústria farmacêutica. Por isso, mais vale desviar-se de todo esse sistema e usar o canhâmo, o CBD, como algo que nos pode simplesmente ajudar."

Defendendo o caráter psicoativo do CBD, as autoridades francesas fecharam nos últimos anos dezenas de lojas que vendiam o também apelidado "canábis light". Mas agora, face à nova decisão da alta instância, os atores do setor esperam ver não só o comércio, como a produção, florir em território francês.