Última hora
This content is not available in your region

Milovice recria o passado não muito distante

De  euronews
euronews_icons_loading
Milovice recria o passado não muito distante
Direitos de autor  euronews, Jiri Skacel
Tamanho do texto Aa Aa

A cidade checa Milovice, a qual fica a nordeste de Praga, recriou, com um desfile com tanques de guerra, a cidade que era base do exército soviético, depois da invasão da Checoslováquia em 1968.

Michael Kocáb, cantor, ativista político e líder de uma banda de música popular, a qual nos anos 80 foi censurada pelo pelo regime comunista da Checoslováquia, deu o testemunho da época à Euronews.

"A 27 de junho, quando o General Vorobiov entrou no avião no aeroporto de Praga, percebi que tínhamos recebido de volta a liberdade total e a soberania do estado.", disse Kocáb.

Uma logística impressionante

As tropas saíram do território em 1991. Movimentar cerca de 80 mil soldados e respetivas famílias, mais de 1300 tanques, 131 canhões de artilharia e 260 carruagens de comboio. A tarefa, na altura, demorou um ano e meio. O historiador Prokop Tomek acredita que "ceder às superpotências na Europa naquela época era muito maior do que é hoje".

Para trás ficaram casas destruídas, campos agrícolas poluídos com combustíveis e cheios de material de guerra. Foram necessários anos e anos de limpeza para trazer ao local a normalidade de hoje.

Presidente da CM de Milovice, Lukas Pilc, diz que a cidade, hoje em dia, prefere viver do desporto e do lazer, "em vez de construir complexos logísticos e industriais.".

Milovice, depois de uma história sombria é agora um local onde a paz é que dá as ordens.