This content is not available in your region

Eleições legislativas na Moldávia no próximo domingo

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Eleições legislativas na Moldávia no próximo domingo
Direitos de autor  Vadim Ghirda/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

Os eleitores da Moldávia escolhem entre duas esferas de influência nas legislativas do próximo domingo: decidem se o país abraça as reformas pró-União Europeia ou prolonga um impasse político debaixo de uma forte influência russa.

A principal batalha eleitoral será entre o Partido Ação e Solidariedade (PAS) e o bloco socialista-comunista - próximo de Moscovo. Nas últimas eleições de 2019, o PAS, encabeçado por Igor Grosu, obteve apenas 15 lugares no parlamento - num total de 101 assentos - , mas lidera as recentes sondagens.

O Bloco Socialista-Comunista, liderado por Igor Dodon, diz que a vitória do PAS "destruiria" a Moldávia. A Presidente do país, Maia Sandu, dissolveu o parlamento em abril e convocou eleições legislativas antecipadas para 11 de julho, depois do Tribunal Constitucional da Moldávia ter abolido o estado de emergênciaimposto para combater a pandemia de Covid-19. Agora, pretende assegurar um governo pró-reformas; Sandu venceu Dodon na segunda volta das eleições presidenciais do ano passado.

A Moldávia assinou um acordo com a União Europeia em 2014 sobre a criação de laços políticos e económicos mais estreitos, mas a corrupção e a falta de reformas têm dificultado o processo e atraído fortes críticas de Bruxelas. Segundo os analistas, estas eleições podem revelar-se decisivas para o futuro do país que passou por várias crises políticas e assistiu a um êxodo de centenas de milhares de cidadãos.