Última hora
This content is not available in your region

"Exit Festival" oferece música a 40 mil pessoas

De  Francisco Marques  & Gábor Tanács
euronews_icons_loading
Festivaleiros desfrutam de um dos raros festivais de vero na Europa
Festivaleiros desfrutam de um dos raros festivais de vero na Europa   -   Direitos de autor  Nenad MIHAJLOVIC / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A Sérvia é palco este fim de semana de um dos maiores festivais de verão da Europa, o "Exit Festival".

Apesar de a Covid-19 ainda estar muito ativa, o evento abriu as portas na quinta-feira e até domingo vai oferecer a dezenas de milhares de festivaleiros um cartaz modesto para o que é habitual e limitado pelas restrições de viagens por exemplo de artistas norte-americanos.

Do "line up", ainda assim, fazem alguns nomes bem conhecidos do circuito comercial europeu como o produtor francês David Guetta ou o "bluesman" israelita Asaf Avidan.

O responsável pelas relações públicas do evento explicou à Euronews que, para entrarem, as pessoas "tinham de apresentar um documento a provar que estavam vacinadas ou que tinham recuperado da Covid-19".

"Se não for o caso, pedimos-lhes para fazerem um teste. Nós disponibilizamos um teste gratuito por cada bilhete", acrescentou o Sanjin Dukic.

Mais de 40 mil pessoas estão previstas por dia no recinto do festival e as que falaram à nossa equipa de reportagem pareciam satisfeitas.

Uma festivaleira italiana dise-nos que "do ponto de vista da pandemia, está bem organizado". "Tudo é verificado, todos têm de ter um teste negativo ou estar vacinados, por isso está tudo bem e aparentemente seguro", acrescentou.

Um festivaleiro oriundo da Alemanha assegurou-nos não ter medo porque "a Sérvia geriu bem a epidemia", considerou.

Também os artistas já tinham muitas saudades do palco, mas à nossa reportagem Kid Drumer, um dos DJ do cartaz deste "Exit Festival", disse ser preciso "estar agradecido por todos os espetáculos possíveis porque, em breve vai ser tudo fechado outra vez".

Com uma média a 14 dias de 180 casos por milhão de habitantes na Sérvia, o enviado especial da Euronews ao "Exit Festival" conta-nos que os organizadores lhe garantiram ter "feito tudo para manter o SARS-CoV-2 fora do festival".

"40 mil pessoas vêm aqui por dia para se divertir e chega até a parecer que a pandemia nunca aconteceu", relata-nos Gábor Tanács.

Em Portugal, os principais festivais de verão, como o Primavera Sound Porto, o Alive, o Sudoeste ou o Paredes de Coura, cancelaram as edições deste ano devido às restrições incertas para conter a Covid-19, de novo em agravamento no país devido à variante Delta.