Última hora
This content is not available in your region

Mau tempo e inundações na Bélgica provocam 20 mortes

De  Euronews
euronews_icons_loading
Mau tempo e inundações na Bélgica provocam 20 mortes
Direitos de autor  ANTHONY DEHEZ/AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Equipas de resgate trabalham em contrarrelógio em Liège, no leste da Bélgica. Procuram sinais de vida no rescaldo das chuvas fortes que provocaram inundações e a morte de pelo menos 20 pessoas, até ao momento. Há registo de 19 desaparecidos.

Na próxima terça-feira assinala-se um dia de luto nacional.

A dimensão dos estragos é incalculável, pelo menos para já. Milhares de casas e estabelecimentos comerciais estão sem eletricidade e água. A circulação ferroviária está interrompida.

"Os carros desapareceram por completo e os homens e mulheres têm água até ao pescoço. Não vi isto em lugar nenhum", sublinhou, em entrevista à Euronews, Anna, residente em Liège.

Alguns donos de animais ficaram à espera de ajuda. Anna, outra habitante de Liège, e o cão de estimação foram resgatados e transportados para um pavilhão desportivo onde as pessoas afetadas estão a receber apoio.

"Tenho alguns problemas de saúde e sinto-me isolada porque não tenho telefone nem telemóvel. Não tenho nada", lamentou Anna.

As autoridades antecipam um agravamento do número de mortos. Esta está a ser considerada a pior tempestade em um século.

O rio Meuse, perto de Liège, deverá manter o nível de perigo nos próximos dias de acordo com a polícia local.

"A situação não está totalmente sob controlo porque agora temos de esperar pelo rescaldo para perceber quais são as consequências. Esperamos encontrar cadáveres, corpos de vítimas. O meu pensamento vai para todas as vítimas e famílias que perderam alguém, que perderam tudo", ressalvou Christine Defraigne, presidente da Câmara de Liège.

A União Europeia ativou o Mecanismo de Proteção Civil. França, Áustria e Itália estão a enviar helicópteros, embarcações e equipas de apoio para a Bélgica e Alemanha, também castigada pelo mau tempo, a par do Luxemburgo e Países Baixos.