Última hora
This content is not available in your region

Atletas afastados dos JO por erro administrativo criticam federação

De  euronews
euronews_icons_loading
Atletas afastados dos JO por erro administrativo criticam federação
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Os nadadores polacos impedidos de participar nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, por um erro administrativo, regressaram à Polónia, onde tiveram uma receção calorosa de familiares e amigos. A Federação Polaca de Natação inscreveu-os em provas individuais e não de estafetas. Uma das atletas prejudicadas denunciou, nas redes sociais, a incompetência da federação.

"Estou triste, com raiva, é um sentimento de impotência. Estes sentimentos são indescritíveis. Não é o caso de algo em que trabalhámos apenas algumas semanas ou meses antes dos Jogos Olímpicos. Foram anos e anos de sacrifício e trabalho árduo, a privilegiar o treino em detrimento da vida familiar", realçou Alicja Tchorz.

Em comunicado, o presidente da Federação Polaca de de Natação, Pawel Slominski, admitiu o erro, expressando "profundo pesar e tristeza com a situação", mas para os atletas prejudicados não é suficiente.

"O presidente publicou um comunicado, que nós lemos. Ele desculpou-se e assumiu a responsabilidade, mas provavelmente um pouco tarde demais. Na minha opinião, é hora de mudar", defendeu o nadador polaco Jan Holub.

Os seis nadadores ponderam avançar com uma ação judicial contra a Federação Polaca de Natação.