O mito de Amy Winehouse dez anos depois

O mito de Amy Winehouse dez anos depois
Direitos de autor Alberto Pezzali/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois da morte da cantora a lenda musical continua.

PUBLICIDADE

Uma voz única, um estilo próprio, um estilo de vida arriscado e uma morte violenta aos 27 anos.

Amy Winhouse transformou-se numa lenda. Dez anos depois da morte de Amy, o mito ainda continua intacto e assinala uma das figuras mais marcantes da música do início do século 21.

Um pai omnipresente e ganancioso, um romance que lhe partiu o coração, um vício em drogas e álcool, a vida de Amy Winehouse não foi tranquila. Perseguida por paparazzis e, por vezes, incapaz de estar presente nos espetáculos, mas escreveu a sua lenda enquanto ainda estava viva.

Morreu com a mesma idade que Jim Morrisson, Janis Joplin, Jimi Hendrix e Kurt Cobain. O seu rosto e figura tornaram-se num dos símbolos de Camden, o bairro londrino onde viveu até à morte. Com apenas dois álbuns e menos de dez anos na indústria, Amy Winehouse deixou uma marca inapagável na história da música.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biólogos investigam encalhe de um grande número de baleias na Escócia

Morreu Mary Quant, a criadora da minissaia

Incêndio em prédio de 14 andares em Valência faz pelo menos quatro mortos