Última hora
This content is not available in your region

Protestos contra passe sanitário e vacinas obrigatórias

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Protestos contra passe sanitário e vacinas obrigatórias
Direitos de autor  Michel Euler/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Paris foi, este sábado, palco de confrontos entre as forças de segurança e manifestantes que se opõem às novas regras sanitárias em França.

Os incidentes ocorreram à margem dos protestos que reuniram mais de 160.000 pessoas em várias cidades francesas, mais de 11 mil só em Paris.

Os manifestantes estão contra o recentemente imposto passe sanitário e contra a vacinação obrigatória para os profissionais de saúde, sapadores de bombeiros e funcionários de lares de idosos.

Na capital francesa, um manifestante diz que está vacinado, mas explica que "recusa forçar outros a vacinarem-se", defendendo que "é melhor debater e tentar convencer as pessoas, do que avançar com políticas liberticidas".

Outra defende que esta "vacinação sistemática é demasiado extrema, demasiado arriscada" e assegura que está chocada por se estender também às crianças.

Este é já o segundo sábado consecutivo em que milhares de franceses se manifestam contra a vacinação e o que designam de "ditadura" do passe sanitário, em vigor em locais culturais e de lazer e que será necessário para aceder a bares, restaurantes e comboios, já a partir do início de agosto.

Apesar dos protestos, as sondagens revelam que a maioria dos franceses, cerca de 76%, é a favor das medidas implementadas pelo Executivo de Emmanuel Macron.