Última hora
This content is not available in your region

Governo britânico tenta convencer os jovens a vacinarem-se

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Governo britânico tenta convencer os jovens a vacinarem-se
Direitos de autor  Kirsty Wigglesworth/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 90% dos adultos britânicos já receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina Covid-19, mas as autoridades britânicas continuam a exortar os cidadãos a vacinarem-se.

As aplicações mais populares de serviços estão a apoiar o esforço de vacinação.

A Uber, Bolt e Deliveroo estão a oferecer descontos aos clientes, incluindo viagens gratuitas aos centros de vacinação e preços reduzidos nas entregas de alimentos, num esforço para aumentar a taxa de vacinação entre adultos com menos de 30 anos.

O ministro britânico da Saúde, Sajid Javid agradeceu às empresas envolvidas e exortou as pessoas a "tirar partido dos descontos".

O ministério da Saúde promete revelar mais incentivos nos próximos dias, incluindo potencialmente descontos em restaurantes ou bilhetes mais baratos em cinemas, teatros ou festivais de música.

Entre os jovens adultos dos 18 aos 29 anos, a taxa de vacinação é apenas de cerca de 65%, de acordo com as estatísticas governamentais.

Como muitos países da Europa, o Reino Unido apressa-se a inocular o maior número possível de pessoas antes de chegar o tempo mais frio.

A Inglaterra levantou todas as restrições no mês passado, apesar da propagação da variante Delta, altamente contagiosa e das preocupações manifestadas pelos cientistas.

A partir de segunda-feira, as pessoas que foram totalmente vacinadas nos EUA ou na União Europeia deixarão de ter de fazer quarentena à chegada ao Reino Unido. Os outros viajantes deverão apresentar testes negativos.