Última hora
This content is not available in your region

Emmanuel Macron apela a reformas no Líbano

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Emmanuel Macron apela a reformas no Líbano
Direitos de autor  CHRISTOPHE SIMON/AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Emmanuel Macron prometeu aos libaneses que estaria presente. E, um ano após a explosão no porto de Beirute, o Presidente de França convocou os líderes libaneses a formar governo e a implementar reformas, dizendo que parecem fazer parte do "apodrecimento" do sistema ameaçando, mais uma vez, com sanções. A partir do Forte de Brégançon, a residência de verão dos presidentes franceses, no sul de França, disse que a principal prioridade é a formação de um governo para tratar das medidas mais urgentes.

O Líbano está sem governo desde a demissão de Hassan Diab no rescaldo da explosão, que teve lugar a 4 de agosto de 2020 e matou mais de 200 pessoas, desfigurou parte da capital e deixou um trauma nos libaneses. Apesar das múltiplas pressões, nomeadamente de França, as autoridades libaneses continuaram a obstruir a formação de um governo e a implementação das reformas estruturais exigidas pela comunidade internacional, em troca do financiamento necessário para tirar o Líbano da crise.