Última hora
This content is not available in your region

Franceses nas ruas contra o "passe sanitário"

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Franceses nas ruas contra o "passe sanitário"
Direitos de autor  GEOFFROY VAN DER HASSELT/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de milhares de pessoas saíram às ruas, em França, contra a obrigatoriedade do "passe sanitário" para aceder a cafés, bares, restaurantes, espetáculos e comboios de longa distância, entre vários outros locais e situações.

Este foi o quarto sábado consecutivo de protestos contra a medida, que se torna efetiva já esta segunda-feira. As manifestações deste sábado percorreram pelo menos 150 cidades em todo o país, depois das de há uma semana terem juntado mais de 200 mil pessoas, segundo os números do ministério do interior.

Os manifestantes opõem-se também à vacinação obrigatória para os profissionais de saúde, decidida ao mesmo tempo pelo governo. O passe sanitário é um documento, normalmente em formato digital, com um código QR, que atesta que a pessoa tem a vacinação anti-Covid completa, ou recuperou da doença, ou teve um teste negativo recente. O governo francês espera assim reduzir a propagação do vírus e permitir o funcionamento destes locais, numa altura em que 68% da população francesa com mais de 18 anos tem já todas as doses da vacina.