Zelensky recebe apoio de Biden na oposição a Putin

Zelensky recebe apoio de Biden na oposição a Putin
Direitos de autor Evan Vucci/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da Ucrânia estreia-se na Casa Branca e é o segundo líder a ser recebido pelo sucessor de Donald Trump depois de Angela Merkel

PUBLICIDADE

O presidente dos Estados Unidos manifestou total apoio à Ucrânia perante a persistente tensão com a Rússia, mas não se comprometeu com o crescente desejo ucraniano de entrar para o grupo da NATO.

Pela primeira vez na Casa Branca e apenas o segundo líder estrangeiro depois de Angela Merkel a visitar Joe Biden, Volodymir Zelensky sublinhou no final da reunião os muitos temas debatidos com o anfitrião sobre o futuro da Ucrânia.

“Viemos oferecer a transformação da Ucrânia. Chamámos ao nosso programa ‘transformação’ e gostaríamos de falar sobre o papel que os Estados Unidos pretendem ter nesta transformação e na retoma económica do nosso país", afirmou o presidente ucraniano.

Do lado norte-americano, Joe Biden garantiu que "os Estados Unidos se mantêm comprometidos com a soberania da Ucrânia, com a integridade territorial perante a agressão russa e no apoio às ambições euro-atlânticas da Ucrânia".

"Estamos a revitalizar a parceria estratégica entre as nossas nações, também a criar um novo quadro estratégico de defesa e ainda um novo pacote de ajuda à segurança de 60 milhões de dólares", revelou o chefe da Casa Branca.

O atrito entre a Ucrânia e a Rússia terá dominado esta primeira conversa frente a frente entre os dois presidentes.

De acordo com a France Press, Zelensky terá aproveitado pata manifestar desagrado pelo levantamento das sanções americanas contra o projeto do gasoduto russo "Nord Stream" apesar das garantias de Joe Biden de que a Alemanha lhe havia prometido a segurança energética da Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Senado dos EUA aprova pacote de ajuda à Ucrânia

Biden insiste que "a memória está boa" quando a investigação de documentos cita a sua "precisão e memória limitadas"

"Mostrem alguma coragem". Biden ataca republicanos e Trump pelo impasse na ajuda à Ucrânia