Última hora
This content is not available in your region

Máscara obrigatória acaba em Portugal mas há exceções

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Graça Freitas, durante anúncio de vacinação entre os 12 e 15 anos
Graça Freitas, durante anúncio de vacinação entre os 12 e 15 anos   -   Direitos de autor  JOÃO RELVAS/ 2021 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
Tamanho do texto Aa Aa

Para os que aguardam com expetativa que caia a máscara, com o fim do uso obrigatório no exterior em Portugal no próximo dia 12 de setembro, a Direção-Geral da Saúde salienta que há exceções.

Eventos em espaços ao ar livre que impliquem grandes ajuntamentos, assim como os recreios escolares, continuam a justificar a sua utilização.

A própria mobilidade em determinados sítios das cidades em que há aglomerados populacionais... isso poderá constituir uma exceção.
Graça Freitas
Direção-Geral da Saúde de Portugal

Foi exatamente isso que Graça Freitas veio referir na audição parlamentar solicitada pelos sociais-democratas.

"Nas escolas, nos recreios onde estarão muitos jovens e crianças juntos. Portanto, aqui justificar-se-á. A própria mobilidade em determinados sítios das cidades em que há aglomerados populacionais... isso poderá constituir uma exceção, uma recomendação diferente", declarou Graça Freitas, diretora da Direção-Geral da Saúde.

E caindo as escolas no caso das exceções, os estabelecimentos têm de testar professores e funcionários até dia 17, num total de cerca de 200 mil pessoas.