Última hora
This content is not available in your region

O drama "L'Événement" vence em Veneza

Access to the comments Comentários
De  Euronews com Lusa
euronews_icons_loading
O drama "L'Événement" vence em Veneza
Direitos de autor  Domenico Stinellis/AP
Tamanho do texto Aa Aa

É o grande vencedor do Festival de Cinema de Veneza! "L'Événement", o drama francês realizado por Audrey Diwan era um dos favoritos e foi escolhido por unanimidade. Baseado no romance homónimo da escritora francesa Annie Earnaux, autora de "Uma Paixão Simples" e "Os Anos", títulos já editados em Portugal, o filme narra a angústia de uma jovem estudante que faz um aborto clandestino, em França, em 1964, 11 anos antes da despenalização.

"L'Événement" é a segunda longa-metragem de Audrey Diwan, sucedendo a "Mais vous-êtes fous", de 2019, e a argumentos como os de "O Homem do Coração de Ferro" e "A Rede do Crime", que escreveu a Cédric Jimenez.

Paolo Sorrentino conseguiu o Leão de Prata do Grande Prémio do Júri, o segundo mais importante do certame, com "È stata la mano di dio", obra de caráter autobiográfico, sobre uma criança que cresce em Nápoles, nos anos de 1980, quando o avançado Maradona jogava no principal clube da cidade. Sorrentino, já premiado nos festivais de Cannes e Veneza, é conhecido por filmes como "A Grande Beleza", "Juventude" e "Silvio e os Outros".

O Leão de Prata de Melhor Realização foi este ano para a neozelandesa Jane Campion, pelo filme "The power of the dog" . Vencedora de um Óscar por "O Piano", Campion é igualmente conhecida por obras como "Um Anjo à Minha Mesa" e "Retrato de Uma Senhora".

"Il Bucco", de Michelangelo Frammartino, inspirado na exploração das mais profundas grutas italianas, conquistou o Prémio Especial do Júri.

O prémio de Melhor Argumento foi para a atriz norte-americana Maggie Gyllenhaal, que se estreou na realização com "The Lost Daughter", filme baseado num dos livros da tetralogia da escritora italiana Elena Ferrante.

O prémio de Melhor Atriz, para a espanhola Penélope Cruz, garantiu o único grande prémio de Veneza para a mais recente longa-metragem de Almodóvar, "Madres Paralelas".

Como Melhor Ator foi distinguido John Arcilla, pelo desempenho em "On the Job: The Missing 8", de Erik Matti, uma história sobre o abuso do poder e a corrupção da classe dirigente, nas Filipinas.

O festival distinguiu ainda os atores Jamie Lee Curtis e Roberto Benigni com o Leão de Ouro de Carreira, e homenageou o realizador e produtor britânico Ridley Scott, pelo contributo para o cinema contemporâneo.