Última hora
This content is not available in your region

Emma Raducanu vence US Open: "É um sonho tornado realidade"

Access to the comments Comentários
De  euronews com lusa
Emma Raducanu vence US Open: "É um sonho tornado realidade"
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A tenista britânica Emma Raducanu, de 18 anos, vencedora no sábado do Open dos Estados Unidos, disse ter alcançado o sonho da sua vida, graças ao apoio constante do público nova-iorquino.

"Desde o primeiro dia em que comecei na fase prévia, recebi todo o apoio [do público], que se manteve até à final, porque sem isso, o meu triunfo não teria sido possível", declarou a primeira 'qualifier' a vencer um torneio do 'Grand Slam'.

"Joguei um grande ténis, diverti-me e no fim consegui um título com o qual sonhava, mas que não pensava alcançar quando cheguei ao torneio para a fase de qualificação. Tal como não sabia o que podia acontecer, quando iniciei a partida frente a Leylah" Fernandez, admitiu a 150.ª da classificação feminina mundial (WTA).

Fernandez (73.ª) fez história, apesar de não ter conquistado o título, ao eliminar as campeãs, a japonesa Naomi Osaka (3.ª), a alemã Angelique Kerber (16.ª) e as favoritas, a ucraniana Elina Svitolina (5.ª) e a bielorrussa Aryna Sabalenca (2.ª).

Raducanu, que arrecadou um prémio de 2,5 milhões de dólares (2,1 milhões de euros) teve um percurso mais fácil, depois de superar a qualificação, ao derrotar na primeira ronda a suíça Stefanie Voegele (128.ª), na segunda, a chinesa Zhang Shuai (49.ª) e na terceira, a espanhola Sara Sorribes (41.ª).

Nos oitavos de final afastou a norte-americana Shelby Rogers (43.ª), que tinha eliminado a favorita do torneio e "número um" mundial, a australiana Ashleigh Barty.

Nos quartos, bateu a campeã olímpica a suíca Belinda Bencic (12.ª) e nas meias, a grega Maria Sakkari (18.ª).

"Foi um percurso de sonho e a cada dia senti-me mais segura do meu jogo", considerou Raducanu.

Já Fernández, que ganhou um prémio de 1,25 milhões de dólares (um milhão de euros), considerou que esta derrota a vai "perseguir durante um muito longo momento".

No entanto, "também vai ser motivação para fazer melhor", declarou a canadiana, de 19 anos.

Na segunda-feira, Emma Raducanu deverá ascender à 23.ª posição.