Última hora
This content is not available in your region

Croácia no caminho para o euro

Access to the comments Comentários
De  Euronews com Lusa
euronews_icons_loading
Croácia no caminho para o euro
Direitos de autor  European Union, 2016
Tamanho do texto Aa Aa

A Croácia "está em condições de tomar as medidas necessárias para começar a cunhar moedas do euro, quando a taxa de conversão for decidida", sublinhou o vice-presidente executivo da Comissão Europeia.

Mas de visita a Zagreb, onde participou na conferência "A Croácia no caminho para o euro", Valdis Dombrovskis lembrou que há regras a cumprir e que a adesão não deve ser usada para aumentar preços: "Felicito as autoridades croatas pela forte vontade política de introduzir o euro já em 2023, isto apesar dos grandes obstáculos e contratempos que o país sofrido. A Comissão Europeia apoiará a Croácia nos seus esforços para cumprir este prazo, mas isso só será possível se a Croácia cumprir todos os critérios de convergência."

No primeiro semestre de 2022 está prevista uma avaliação de convergência pela Comissão Europeia.

Para aderir à moeda única, os candidatos têm de responder a critérios de convergência económica e de ordem jurídica.

O turismo é o setor económico dominante na Croácia e a entrada na zona euro promete beneficiar o país. A economia croata é a 22ª maior entre os 27 Estados-membros, 55 vezes mais pequena do que a economia da Alemanha.

"Do ponto de vista económico, isso significa quase nada porque a Croácia é um complemento pequeno para a economia da zona euro. Politicamente é mais importante porque mostra que o euro continua atraente. Os países querem aderir quando podem, embora as condições sejam agora mais restritivas, mais severas do que antes", sublinhou Daniel Gros, diretor do Centro de Estudos Políticos Europeus.

A Croácia quer abandonar o uso do Kuna, a moeda local, para mudar para o euro em janeiro de 2023.