Testemunha contra Netanyahu morre em desastre aéreo

Testemunha contra Netanyahu morre em desastre aéreo
Direitos de autor AP Photo
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Despenhamento do monomotor Cessna matou os dois ocupantes, ao largo da ilha grega de Samos.

PUBLICIDADE

As autoridades gregas estão a investigar a queda de um pequeno monomotor Cessna, vindo de Israel, que se despenhou pouco antes de aterrar na ilha de Samos, matando os dois ocupantes.

O acidente poderia ter passado relativamente despercebido, se não fosse um detalhe: é que uma das vítimas é Haim Geron, antigo alto funcionário no ministério das comunicações israelita e uma das cerca de 300 testemunhas arroladas pela acusação no processo de corrupção contra o ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Netanyahu é acusado de ter beneficiado os proprietários de um grupo de comunicação, em troca de uma linha editorial favorável ao governo. Agora na oposição, o homem que comandou os destinos do Estado Hebraico ao longo de 15 anos nega todas as acusações de que é alvo e chegou até a troçar da quantidade de testemunhas da acusação. O julgamento foi retomado esta segunda-feira, com o interrogatório de uma das testemunhas-chave, depois de três meses de paragem no processo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Processo de seleção do júri promete atrasar julgamento de Trump

Sete pessoas julgadas por fornecer droga suicida a mais de 600 pessoas nos Países Baixos

Antigo informador do FBI acusado de mentir sobre ligações de Joe e Hunter Biden à Ucrânia