Última hora
This content is not available in your region

Rio de Janeiro impõe comprovativo de vacina

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa com AFP
euronews_icons_loading
Adepto desinfeta mãos à entrada do Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Adepto desinfeta mãos à entrada do Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro   -   Direitos de autor  MAURICIO ALMEIDA/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Entrou em vigor no Rio de Janeiro a obrigatoriedade de apresentar um comprovativo de vacina contra a Covid-19 para aceder a um grande número de locais da metrópole brasileira.

As autoridades esperam assim dar um novo impulso à campanha de vacinação.

No famoso Pão de Açucar, locais e turistas acolhem a iniciativa.

Uma residente dizia: "Eu acho que pedir o cartão de vacinação é uma forma de controle sobre o número de pessoas vacinadas, enquanto mais você se vacinar, mais protegido você vai ficar e você vai proteger quem está perto de você também."

Um turista chileno afirmava: "Acho que é uma boa estratégia. Funcionou connosco no Chile, as pessoas começaram a vacinar-se quando começaram a pedir os comprovativos de vacina. Acho que aqui também será eficaz e, obviamente, o efeito da vacina vai diminuir os contágios e os sintomas e evitar mortes."

Não são apenas pontos turísticos, mas também instalações desportivas, como estádios, ginásios e piscinas, bem como feiras e locais culturais, como museus e cinemas, que passam a exigir o comprovativo.

A reabertura do Estádio do Maracanã, para um jogo de teste esta quarta-feira, foi particularmente simbólica, como se percebe pela reação de um adepto: "Pra mim é uma alegria imensa porque a gente está acostumada a vir todos os Domingos aqui no Maraca e a gente ficar quase 18 meses sem vir ao Maracanã a gente estava sentindo uma falta muito grande."

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, prometeu "dificultar as coisas para quem não quer ser vacinado".

A cidade de quase 7 milhões de habitantes, que já registou 30.000 mortes devido à Covid, tem assistido a um recrudescimento nos contágios devido à variante Delta.

Editor de vídeo • Rodrigo Barbosa

Outras fontes • Agência Brasil