EUA repatriam migrantes haitianos

Migrantes haitianos chegam a Port-au-Prince
Migrantes haitianos chegam a Port-au-Prince Direitos de autor euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais de 12 mil haitianos têm estado a viver, nos últimos dias, debaixo e perto da ponte de Del Rio, na Fronteira com o Texas.

PUBLICIDADE

Já chegaram ao Haiti mais 320 migrantes haitianos que foram deportados pelos Estados Unidos da América.

Estas pessoas fazem parte dos milhares de haitianos que atravessaram o território do México para um campo fronteiriço do estado norte-americano do Texas.

Em Port-au-Prince as queixas foram muitas...

"Quando chegámos aos Estados Unidos colocaram-nos em detenção durante 4 dias; 4 dias sem escovar os dentes; 4 dias sem tomar banho, a única coisa que nos deram foi alguma comida. Veja como estamos sujos", reclama um haitiano.

Mais de 12 mil pessoas têm estado a viver, nos últimos dias, debaixo e perto da ponte de Del Rio, na Fronteira com o Texas. A maioria gastou milhares de euros na viagem e muitos afirmam que não serão dissuadidos pelos planos de repatriamento da administração de Joe Biden pois não têm nada para onde voltar, como confirma um dos migrantes:

"Na minha casa não tenho nada com que viver. Tudo o que eu tinha está agora aqui."
Migrante haitiano

As autoridades norte-americanas retiraram, já, mais de três mil migrantes para centros de detenção. A operação de repatriamento irá prosseguir nos próximos dias. Termina assim, o sonho de uma vida melhor de milhares de haitianos que tentaram fugir de um país devastado por um terramoto e pelo assassinato do presidente Jovenel Moïse.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Migrantes haitianos abandonam fronteira entre o México e os EUA

Centro de acolhimento de migrantes do Texas está agora vazio

A viragem da política de imigração da Alemanha: necessidade ou jogo político?