Última hora
This content is not available in your region

Trabalhadores da Alitalia protestam

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Trabalhadores da Alitalia protestam
Direitos de autor  ANDREAS SOLARO/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de trabalhadores da companhia estatal aérea Alitalia saíram às ruas de Roma em protesto contra o plano de contratação da nova companhia aérea ITA, que começa a voar já a 15 de outubro.

A Itália Transporto Aereo (ITA) será a nova companhia de bandeira do país e planeia contratar 2.800 pessoas sem seguir as regras do contrato coletivo nacional. A Alitalia abandona formalmente o mercado aéreo no dia 14 de outubro e segundo os sindicatos, milhares podem ficar no desemprego.

Os sindicatos pediram ao Governo italiano que criasse um fundo de despedimento extraordinário para quatro anos. O Ministério do Trabalho rejeitou, para já, o pedido.

A representante do sindicato Fit-Cisl na região da Lazio, Stefania Fabbri, considera "inaceitável que cerca de 7.500 pessoas, que ficam de fora do plano de contratação, tenham de perder os seus empregos e não tenham qualquer apoio ao rendimento. Queremos perspetivas sólidas, em termos de salários e de recolocação de trabalhadores".

De acordo com um comunicado, a ITA , que começa com 52 aviões, prevê duplicar a frota em 2025 e contratar mais de 5500 trabalhadores do setor da aviação.

Para já, foi convocada para sexta-feira (24 de setembro) uma greve dos trabalhadores dos transportes aéreos.