EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Talibãs pedem para falar na Assembleia Geral da ONU

Talibãs pedem para falar na Assembleia Geral da ONU
Direitos de autor Spencer Platt/2021 Getty Images via AP
Direitos de autor Spencer Platt/2021 Getty Images via AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Numa carta enviada ao Secretário-Geral da ONU, os talibãs pedem para falar na Assembleia Geral em curso e apontam um novo representante na organização

PUBLICIDADE

O governo talibã do Afeganistão pediu para intervir nas reuniões da Assembleia Geral da ONU, que decorrem até à próxima segunda-feira.

O pedido foi expresso numa carta enviada ao Secretário-Geral da organização, pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros Talibã, Amir Khan Muttaqi, que também notifica a nomeação de um novo representante junto das Nações Unidas, o seu porta-voz em Doha, Suhail Shaheen.

A situação no Afeganistão é um dos grandes temas deste encontro de líderes mundiais. Um momento para refletir e tirar lições, refere o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

"Precisamos de fazer algumas perguntas difíceis e de ter um processo exaustivo de lições aprendidas, e eu iniciei-o na NATO. Há também uma lição aprendida para toda a comunidade internacional. A NATO estava lá. Mas também a ONU, a UE, e muitos países individuais fizeram um enorme esforço ao longo de 20 anos. E todos temos de aprender algumas lições sobre o porquê do regresso dos Talibãs ao poder no Afeganistão".

É pouco provável que um membro do governo talibã venha a falar neste assembleia da ONU ou que o representante nomeado por Cabul para Nações Unidas venha a ser reconhecido.

O pedido terá de ser avaliado por um comité que não reúne nos próximos dias e autorizar essa intervenção equivalia a reconhecer o novo governo de Cabul.

Nenhum país reconheceu ainda o novo governo do Afeganistão. O Qatar, que se tornou num intermediário fundamental nas conversações entre as diversas fações afegãs, pediu na tribuna das Nações Unidas, aos líderes mundiais que mantenham o contacto com os talibãs.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Talibãs destroem célula do DAESH em Cabul

ONU diz que podem ter sido cometidos crimes de guerra na operação de resgate em Gaza

Conselho de Segurança da ONU aprova resolução dos Estados Unidos para um cessar-fogo em Gaza