Última hora
This content is not available in your region

Magma já acrescentou 5 hectares à ilha de La Palma

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro com Agências
euronews_icons_loading
Magma já acrescentou 5 hectares à ilha de La Palma
Direitos de autor  Saul Santos/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O rugir do vulcão da Cumbre Vieja mantém a ilha espanhola de La Palma em alerta e os cientistas dizem ser impossível de prever quando vai calar-se. 24 horas depois de ter chegado à costa, o manto de lava já tinha formado uma nova língua com mais de 5 hectares.

As contas do impacto do vulcão não estão fechadas, mas entre a destruição de edifícios e plantações e o custo do isolamento da ilha, a fatura está já nos 400 milhões de euros.

A erupção vulcânica - que começou em 19 de Setembro - destruiu mais de 700 edifícios e ocupou 260 hectares de terreno agrícola.

Seis mil pessoas foras deslocadas. Muitas perderam as casas, mas houve também quem tivesse sido realojado como medida preventiva. Nos últimos dias, três aldeias foras evacuadas devido ao receio dos fumos tóxicos produzidos no contacto do magma incandescente com a água do atlântico.

Segundo as autoridades das Canárias, para já, a qualidade do ar não foi afetada. Mantém-se no entanto a zona de exclusão e segurança duas milhas milhas à volta da Praia Nova, ponto de contacto da lava com a água. Nesse perímetro, a população é aconselhada a ficar em casa com as janelas fechadas.