Última hora
This content is not available in your region

Partidos da oposição criam Frente Patriótica Unida

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira com AFP
euronews_icons_loading
Luanda, Angola
Luanda, Angola   -   Direitos de autor  Euronews/AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A oposição angolana associou-se e criou a Frente Patriótica Unida (FPU). Trata-se de uma plataforma política eleitoral que funcionará como um pacto governativo, entre os partidos que dela fazem parte. O coordenador é o presidente da União Nacional para a Independência Total de Angola, Adalberto Costa Júnior. Compõem também esta plataforma o Bloco Democrático e o projeto político PRA JÁ Servir Angola, encabeçado pelo antigo membro da UNITA,Abel Chivukuvuku.

Mas esta nova plataforma já tem desafios pela frente. O Tribunal Constitucional angolano terá anulado o XIII Congresso do partido do "Galo Negro", que terminou com a eleição de Adalberto Costa Júnior para líder da formação. Uma decisão que estará ligada ao facto do presidente da UNITA ter, supostamente, dupla nacionalidade: portuguesa e angolana.

A decisão não surpreende o líder do principal partido da oposição angolana que acusa o Tribunal Constitucional de ser um "instrumento partidário". A grande surpresa foi o facto de a informação lhe ter chegado por um meio de comunicação angolano. Adalberto Costa Gomes aguarda até ser notificado da decisão do Tribunal Constitucional.