Última hora
This content is not available in your region

Ataque na Noruega foi um "ato terrorista"

Access to the comments Comentários
De  Euronews com AP
euronews_icons_loading
Ataque na Noruega foi um "ato terrorista"
Direitos de autor  AP/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia norueguesa não tem dúvidas e já confirmou que o ataque desta quarta-feira em Kongsberg foi uma “ato terrorista”.

As autoridades identificaram o homem suspeito de matar cinco pessoas. Espen Andersen Brathen é um dinamarquês de 37 anos que se converteu ao islão e se radicalizou. Disseram que usou um arco e flechas e possivelmente outras armas para atingir aleatoriamente pessoas num supermercado e noutros locais em Kongsberg, uma cidade com cerca de 26 mil habitantes, antes de ser detido na rua.

A polícia diz que é importante continuar a investigação para perceber os motivos do crime. Andersen Brathen já era conhecido das autoridades e estava sinalizado como "radical". Tem cadastro por furto, posse de droga e ameaças de morte. Está detido sob acusação preliminar e enfrentará acusações formais nesta sexta-feira.

Os assassínios em massa são raros na Noruega. O ataque lembrou o pior massacre em tempo de paz do país, quando Anders Behring Breivik, um extremista de direitam matou 77 pessoas com uma bomba, uma espingarda e uma pistola.