This content is not available in your region

Tensão na fronteira entre Polónia e Bielorrússia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Tensão na fronteira entre Polónia e Bielorrússia
Direitos de autor  Czarek Sokolowski/The Associated Press

As relações diplomáticas entre a Polónia e a Bielorrússia estão cada vez mais tensas.

O Executivo de Varsóvia convocou um diplomata bielorrusso para pedir explicações sobre uma "incursão" em território polaco de três "indivíduos uniformizados e armados".

O Governo polaco referiu que o incidente ocorreu na madrugada de terça-feira, a cerca de 300 metros da fronteira entre a Bielorrússia e a Polónia.

O porta-voz do Coordenador das Forças Especiais Polacas, Stanislaw Zaryn, refere que "a ação foi dinâmica com visibilidade limitada, pelo que era impossível identificar de que tipos de unidades vinham. Enfrentámos outra provocação agressiva do lado bielorrusso".

A Guarda de Fronteiras da Polónia informou que na terça-feira foram registadas 684 tentativas de entrada ilegal no território e que 16 pessoas foram detidas.

"Na semana passada registamos várias tentativas de travessia da fronteira à força. O que é pior, observamos um comportamento cada vez mais agressivo dos estrangeiros que nem sempre querem atravessar a fronteira. Por exemplo, atiram vários objetos aos oficiais da Guarda de Fronteira e do Exército Polaco", refere o guarda fronteiriço Michal Tokarczyk.

Desde agosto, registaram-se mais de 28.500 tentativas de travessia ilegal da fronteira entre a Bielorrússia e a Polónia, das quais 17.300 ocorreram em outubro.

O vice-ministro da Defesa polaco, Marcin Ociepa, defendeu, esta quarta-feira, a construção de "um dispositivo defensivo e de vigilância" ao longo da fronteira com a Bielorrússia. Uma obra que custaria 350 milhões de euros.