EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

EUA levantam restrições de viagens

Aeroporto de Salt Lake City
Aeroporto de Salt Lake City Direitos de autor Rick Bowmer/The Associated Press
Direitos de autor Rick Bowmer/The Associated Press
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Já o Reino Unido pondera limitar a mobilidade a quem recuse o reforço da vacina.

PUBLICIDADE

Os Estados Unidos reabriram as fronteiras aéreas e terrestres, levantando restrições que duraram quase 20 meses. A partir desta segunda-feira, aos cidadãos estrangeiros que queiram entrar no país basta apresentar um certificado de vacinação completa e um teste Covid com resultado negativo, efetuado nos três dias anteriores.

Já o Reino Unido está a ponderar implementar limitações às viagens, como quarentenas, a todos aqueles que recusem o reforço da vacina. Com o inverno à porta, agravam-se os receios em torno da imunidade das populações mais vulneráveis. Cerca de 10 milhões de britânicos já receberam a inoculação suplementar.

A Rússia acabou de registar um recorde de contágios no espaço de 24 horas, mais de 41 mil. Só um terço dos russos concluíram o processo de imunização.

Maria Babanoka, habitante da cidade de Kemerovo, lamenta agora ter escolhido não vacinar-se, ao contrário dos familiares. Contraiu a Covid e está hospitalizada há 43 dias.

Na Roménia, onde as férias escolares foram prolongadas, os alunos que frequentem escolas onde mais de 60% dos funcionários estejam vacinados podem regressar às aulas presenciais. Todos os outros ficam no ensino à distância. O país continua a debater-se com taxas de vacinação longe da média europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Emoção no reencontro. Austrália reabre fronteiras após dois anos de covid-19

Multimilionário dono do Tottenham de Inglaterra detido em Nova Iorque

Eleitores britânicos vão escolher um novo governo esta quinta-feira